quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Buquê de Cachorrinho!

Hoje trago uma novidade que me encantou. Recebi através de um e-mail e fui atrás para descobrir de quem era essa arte! Dá para acreditar num buquê de cahorrinho?! Pois é... eu particularmente não gosto de crisântemos... flor de cemitério, né? Mas vejam as imagens abaixo. Dá pra mudar de opinião neste caso!

É um trabalho de uma japonesa de Miami nos EUA. Não consegui descobri o nome dela, mas o site é: http://thecountrypetal.zoomshare.com/

Direitos de imagem do site: The Country Petal

Direitos de imagem do site: The Country Petal

Bom... se você realmente gostou tenho uma boa notícia! Achei uma brasileira que também faz este trabalho. Ela se chama Ana Maria Gonçalves e é de São Paulo. Ah! Ela tem um blog com as coisinhas que ela faz: http://artecomana.blogspot.com/2008/12/bouquet-de-cachorro-com-crisntemos.html

Foto do blog Arte com Ana

Foto do blog Arte com Ana

E aí? Gostaram?
Beijos!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O Samba-Rock da Rê

Olá! Hoje gostaria de fazer um post especial à uma grande amiga... por sinal, minha madrinha de casamento: a Rê... 

Domingo, dia 28/11 ela fez uma apresentação de samba-rock no Carioca Club em São Paulo, e resolvi colocar aqui para vocês prestigiarem também. Ela faz aula de dança de salão há alguns anos junto com o maridão (o Ceskadu - outro querido do coração!) ... eles geralmente arrasam na pista de dança, principalmente em casamentos! As pessoas geralmente ficam inibidas e preferem ficar olhando os dois... rs (ou os 4, pois tenho mais um casal de amigos, o Ivan e a Luana que também param tudo! rs...).


Enfim... como reles "perna de pau frustrada" resta-me apenas a admirar meus queridos amigos. Espero que curtam tanto quanto eu.

No vídeo ela está dançando com seu parceiro (inclusive, seu professor) no centro, mais ou menos aos 00:51" de apresentação. O Ceskadu desta vez ficou de fora filmando.



Comentários dela:
"Domingo passado fiz minha primeira apresentação de dança de salão no espetáculo da escola Andrei Udilof, no Carioca Club, em SP. Deem uma olhadinha no vídeo. É difícil reconhecer as pessoas, mas sou a dama que entra na segunda parte com o cavalheiro que fica bem no centro (ele é meu prof. de dança) e dança c/ duas damas por um tempo. Depois ficamos bem no centro até a metade da apresentação e aí vamos p/ o fundo do palco. Vejam o que acham. Estou super orgulhosa de mim :-) rs. E também do maridão, Carlos, q. não quis se apresentar, mas deu o maior apoio, além de fazer o vídeo pra gente"

Rê, eu também estou muito orgulhosa de você!

Beijos!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Feliz Aniversário Tiago!


Não podia deixar de dedicar um post em homenagem à pessoa que mudou completamente a minha vida, fazendo valer cada minuto que passamos juntos...

Hoje é o dia que mais um ciclo se fecha na vida do Tiago, meu leal e fiel companheiro, que faz 29 aninhos.

Para quem não o conhece, devo descrevê-lo como alguém de aparência séria (só aparência, viu?!). Estatura mediana, cabelos castanhos escuros, olhos verdes, traços fortes, barba sombreada mesmo segundos após fazê-la, sobrancelhas cheias e unidas a ponto de tornarem-se uma só (a famosa “monocelha”), ombros largos e um abraço de dar inveja! Resumindo... um espetáculo!

Estamos juntos há 8 anos, e destes, 3 casados. Neste meio tempo...
...passamos por momentos de tristeza com a morte do pai dele em 2005
...passamos por momentos de alegria quando recebemos as chaves do nosso apartamento
...festejamos com nossos amigos um dos dias mais importantes da nossa vida: o nosso casamento
...rimos sem ter motivo
...choramos de stress
...comemos até nos empanturrar
...fizemos regime juntos
...tornamos a engordar juntos
...viajamos
...ficamos em casa em tempos em que a grana estava curta
...desenvolvemos teorias existenciais (rs... dois loucos!)
...conversamos por horas à fio sobre o conturbado ser humano e suas esquisitices
...enfim... vivemos tanta coisa, que passamos a ser dependentes um do outro.

Estar perto dele é como se meu “tanquinho” estivesse sendo abastecido para enfrentar o mundo. E tem dado certo, viu?! Já rodei vários quilômetros desde que nos conhecemos...

Todos os dias, antes de ir para o trabalho ele me fala: “Te amo mais que tudo!” e hoje sou eu é que digo: “Você é que é mais que tudo pra mim!”

Obrigada por fazer parte da minha vida...

Te amo muito!
Feliz Aniversário!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Mude! Siga em Frente!

Imagem: Mattox
Oi Pessoal... estas últimas duas semanas estão corridas... estou atrasada com as minhas visitas aos blogs... mas prometo que retomo até o final de semana...

Pra não ficar muito tempo sem postar aqui, vou deixar uma frase para reflexão... é de uma música da Shakira (que inclusive meu irmão usou numa carta de despedida de emprego - post antigo). 

Ela tem se encaixado muito bem na minha vida ultimamente... acho que temos que mudar nossas vidas constantemente e não nos conformar com a rotina... ela é funcional, mas de vez em quando é bom questionarmos em nome da felicidade... depois que nos transformamos, nossos padrões de comparação ficam mais elevados... aí vai...


Walking gets too boring when you learn how to fly

"Caminhar torna-se entediante depois que aprendemos a voar"
Música Shakira: Gypsy

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Campanha Natal 2010 - ESPALHE ESSA IDÉIA!


Recebi um e-mail sobre uma campanha coordenada pelos Correios e gostaria de divulgá-la aqui.

Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal? 

Sim... Natal... daqui a pouco ele chega . 

Que tal ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas? 
Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis... 

Tem criança pedindo um panetone, uma blusa de frio para a avó... etc 

É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro. 

O próprio correio se encarrega de fazer a entrega. 

Imaginem uma criança pobre, recebendo o presente que pediu ao Papai Noel...
Mais informações: 
http://www.correios.com.br/papainoelcorreios2010/

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Pessoas Alto Astral

Resolvi republicar um post que escrevi logo quando comecei este blog (sem seguidores...rs) ... vcs vão conhecer pela fotinho a carinha da minha mamãe (MARAVILHOSA) e da minha vovozinha (GOSTOSÍSSIMA!).
PUBLICADO EM 06/12/09

É muito difícil explicar a energia que vibra em cada pessoa, pois são como os sentimentos, a gente não explica, simplesmente SENTE.

Uma amiga muito querida, chamada Lígia, me encontrou no Orkut recentemente e me inspirou a escrever este post. Nossa ... acho que não a vejo desde 2001 quando mudei de empresa ... ou seja há uns 8 anos mais ou menos. O impressionante é que mesmo depois de tanto tempo, lembro perfeitamente da expressão sorridente ... da voz ... do jeito mineiro engraçado de falar (até onde me lembro ela é paulista, mas acho que a família veio de lá ... ou tem parentes lá ... sei lá) - essas coisas são tão marcantes, que pegam ... quantas vezes me surpreendi entonando a voz igualzinho a ela... que saudade!

Enfim ... a Lígia é uma destas pessoas que quando entram num ambiente, transmitem energia. Como ela faz isso, não tenho a menor idéia, acho que nasce com a pessoa. É muito bom termos por perto alguém assim, pois nos motiva de alguma forma a irmos em frente, a termos esperança, a rirmos da vida, a curtir todos os momentos, a levar a vida numa boa.

Felizmente tenho vários exemplos de pessoas assim na minha vida. Inclusive dois parentes muito próximos. Um é minha avó materna, a vó Maria! Quando você chega num ambiente em que ela está, parece que tem 40 pessoas! Ela é uma pernambucana de 1m50cm, voz estridente e alta, com uma bunda gigantesca, e que está ligada no 220v o tempo inteiro. Outro, é minha mãe ... ai como eu amo essa mulher (outro dia dedico um post só pra ela!). Onde quer que ela vá, transmite energia! Adora falar ... fazer amizade ... dançar ... e está sempre empolgada, inclusive fala alto pra caramba (puxou a mãe)!

É muito importante termos contato com pessoas assim, pois quem não nasce com este dom, pode simplesmente aproveitar-se da sintonia e ser feliz. Acredito que o grande segredo destas pessoas é acordar todos os dias e amar a vida. É viver plenamente e ser feliz com o que tem. É escolher a alegria todos os dias da sua vida. É transmitir sentimentos bons por onde passa. Essa é a contribuição delas para o mundo. E vou além, esse é o motivo de suas existências.

Meu dom é outro. Eu contribuo ao mundo de outra forma ... mas sabe, uma coisa completa a outra. É a troca que faz com que relacionamentos sejam duradouros. É a escolha que faz com que realizemos coisas fantásticas em nossas vidas.

E quanto ao dom do alto astral, só podemos agradecer a Deus por colocar em nossos caminhos pessoas tão especiais ... nos lembrando constantemente que o importante é ser feliz!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ciência Noética


Imagem: Artem Chernyshevych 
Resolvi fazer um post bem curtinho só para dividir com vocês algo que me interessou bastante: ciência noética. Já ouviu falar? Essa eu aprendi na leitura do “O Símbolo Perdido” de Dan Brown.

No romance, a cientista Katherine investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico. Ou seja, ela estuda desde a intuição até a força que um pensamento exerce em seu meio. É a explicação da nossa capacidade de afetar um ambiente simplesmente com o humor, por exemplo.

Achei incrível! E fiquei abismada de nunca ter ouvido falar pois segundo a história, Charles Darwin foi precursor disso...

Enfim... nas minhas pesquisas descobri que esta ciência realmente existe e vou colocar logo abaixo uma de suas definições encontrada no Wikipédia:

A noética (do grego nous: mente) é uma disciplina que estuda os fenômenos subjetivos da consciência, da mente, do espírito e da vida a partir do ponto de vista da ciência. Como conceito filosófico, em linhas gerais define a dimensão espiritual do homem.

A noética moderna teve um precursor na figura de Charles Darwin, que procurou estudar a evolução das espécies numa perspectiva global e sintética, mas foi primeiro definida pelo psicólogo norte-americano William James, dizendo que ela descreve "estados de insight em verdades profundas inalcançadas pelo intelecto discursivo. Estes insights seriam revelações e iluminações cheias de significado, mas todas inarticuladas; como regra, elas trazem consigo um curioso senso de autoridade".

sábado, 6 de novembro de 2010

Promoção "O Símbolo Perdido" (Dan Brown)

Para quem não sabe, tenho um blog de livros... afinal, amo ler! E a grande novidade é que iniciei uma super promoção!
Que tal ganhar "O Símbolo Perdido" do Dan Brown?
Dê um pulinho lá e participe! 
O sorteio do livro será dia 30/11!
Segue o link:
http://flaviakellylivros.blogspot.com/2010/11/promocao-o-simbolo-perdido.html
Um grande beijo!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Indicação de Filme: "Que Família é Essa?"

O filme "Que Família é Essa?" (em inglês: "The Joneses") conta a história de uma família aparentemente perfeita, que se muda para um novo bairro e imediatamente passa a ser o centro das atenções, sempre pelos melhores motivos. Por que será que a grama do vizinho é sempre mais verde? Neste caso, por trás desta perfeição esconde-se um segredo. A família na verdade é uma farsa, parte de uma campanha de marketing que pretende vender diversos produtos luxuosos a famílias de todo o mundo... o famoso marketing "invisível". Com David Duchovny como o pai e Demmi Moore como a mãe. 

Assistam o filme com olhos críticos a respeito do consumismo. Será que precisamos de tudo que compramos? Será que nossos impulsos muitas vezes são despertados pelo desejo de ter o que o outro tem? O marketing está mais agressivo neste aspecto? 

Gênero: Drama
Filme: Legendado
Tempo: 95 min.
Lançamento: 2009

Ficou interessado? Assista um pedacinho da história logo a seguir:


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A palavra é: ROGADO


Foto: Thiago Felipe Festa


“...não se fez de rogado e aceitou o convite.”

É por isso que amo a leitura... aumenta nosso vocabulário e nosso interesse pela língua portuguesa. Recentemente, me deparei com esta palavrinha: rogado. Confesso que num primeiro momento li a frase, entendi o contexto e a deixei de lado. Depois ela foi aparecendo várias e várias vezes e fiquei curiosa. Afinal, o que é rogado?! Não agüentei. Procurei no dicionário e significa: Pedir com insistência e humildade; suplicar; implorar.
Caramba! Conheço um monte de gente que se faz de rogado, mas chamo isso de “fazer frescura”, “fazer cerimônia”, “fazer charme”, “pedir confete”, enfim... Agora tenho mais um termo! Mais formal, eu diria... e provavelmente antigo... algo que deve ter se perdido com o passar do tempo devido a linguagem coloquial...

E você aí?! Não se faça de rogado, leia e comente os meus posts!
(Por favor, é claro! Rs...)

sábado, 30 de outubro de 2010

A Carta do Paulo...


Este post vai ser um pouco diferente porque o texto não foi escrito por mim. Na verdade, estou reproduzindo uma carta de despedida escrita por uma pessoa que amo muito: meu irmão Paulo. Resolvi eternizar as palavras ditas por ele no seu último dia no antigo emprego (ontem! ). Para compreender o contexto desta linda recordação, devo dizer que ele acaba de realizar um sonho... Foi contratado por uma companhia aérea e passará a ter asas a partir do próximo mês. Tenho muito orgulho dele e não me alongarei nesta introdução pois a carta mais parece um livro de tão longa... Isso mesmo! Parece o último capítulo de uma linda história. Vale a pena ter paciência e perder um tempinho aqui. Se não puder fazê-lo agora, faça quando tiver mais tranqüila(o). Estou certa de que você vai querer estar no lugar da Mary, da Paula, do Anderson, da Mônica, da Joana, do Marcelo, da Erika...

---------------------------------------------


Walking gets too boring when you learn how to fly” (“Caminhar torna-se entediante depois que aprendemos a voar”) – Essas palavras vindas da famosa música Gypsy da Shakira nunca fizeram tanto sentido para mim como agora... Depois que descobri o tamanho do universo, não pude mais continuar a viver no mesmo mundinho.

Ainda lembro quando entrei na empresa, 2 anos atrás, muitas pessoas passaram por aqui, somente algumas ficaram. No início eu era o único que conferia os documentos, com o passar do tempo o volume de trabalho aumentou significativamente e o destino me presenteou com uma irmãzinha mais nova para dividir a difícil tarefa de um revisor, oficialmente ela atende por Mariane, mas podemos chamá-la de Mary, Nani, Menininha, Pequena, Xuxu etc. (rsrs...).

Acredito que já posso chamar nossa pequena Mary de “irmã”, pois nesse tempo em que passamos juntos aprendi que do mesmo modo que algumas mães engravidam no ventre, outras engravidam no coração e essa questão consangüínea não influencia nenhum pouco na legitimidade do amor materno, pois, de qualquer modo, os laços sempre serão estabelecidos dentro do coração da família que cria. Pois bem, já que os laços de parentesco são criados mediante convivência e amor, sinto-me no direito de reivindicar meu cantinho reservado na qualidade de irmão no coração dessa Grande Pequena criatura!

Sua alegria contagiante tornou-se fundamental não apenas para colorir o clima cinzento que pairava pela empresa, mas também para ajudar a aliviar o estresse durante a revisão das traduções.

Por Deus! E como é difícil revisar esses textos! Nossa tarefa não é muito valorizada no mercado, pois somente quem revisa compreende os milagres que fazemos todos os dias nos trabalhos que nos são entregues. Muitas pessoas não acreditam, mas ter o mínimo de base teórica formada na área (como por exemplo, conhecer o conceito de desverbalização do sentido ou a Teoria do Modelo dos Esforços na Tradução) representa a mesma diferença entre “Avenida del Estado de São Pablo” e “Avenida Paulista” ou até mesmo “Jaula de Seguridad” e “Cofre de Banco”.

Somos seres invisíveis que apenas são notados quando alguma coisa está errada e, quando o trabalho está perfeito, os créditos são dados apenas ao tradutor responsável. Mesmo assim, este pequeno ser, que atende pelo apelido de Nani, nunca perdeu o rebolado, nem o sorriso e fez com que o trabalho ficasse mais gostoso de ser feito. Por diversas vezes, em momentos extremamente tensos, senti vontade de abandonar todo o trabalho em cima da mesa e voltar para casa definitivamente, já não agüentava mais revisar os trabalhos feitos por amadores como o Ambrósio, o Pierre a Cida ou qualquer outro tradutor de espanhol, mas foi o jeito alegre e cativante de minha pequena que me deu forças para querer voltar ao serviço no dia seguinte. Lembro que em um de nossos momentos de descontração inventamos o bordão “Só por hoje!” (rsrsrs...) 

Pequena, sentirei muitas saudades desse seu sorrisão e bom humor irradiante que estou acostumado a conviver diariamente. Não perca nunca essa sua alegria e vontade de viver. E nos momentos mais sombrios ou depressivos, peço que você tenha fé no seu objetivo de vida, use-o como meta e lute bastante para que esse alvo seja alcançado. Lembro uma vez, que quando estávamos na cozinha, por algum motivo que eu não recordo, estava comentando contigo sobre kierkegaard, quando ele tentava encontrar uma explicação para a fé estabelecendo um limite entre a razão e a crença e, já no fim de sua vida, ele conclui que apesar dele estar muito velho para ultrapassar o limite do racional, ele não poderia ignorar esse mundo desconhecido, que nós estabelecemos contato mediante a fé. Em um de seus exemplos o filósofo afirma que a fé é um grande salto no absurdo, entretanto, ele se declarava muito velho para conseguir saltar. O que eu quero dizer com esse exemplo é que, se você acorda pensando em dublagem, trabalha pensando em dublagem, almoça pensando em dublagem e dorme pensando em dublagem, então você já é uma dubladora, mesmo que a razão te diga que é muito difícil ou praticamente impossível chegar lá. Não espere o tempo passar por sua vida, porque depois que você ficar muito velha, talvez você não consiga dar o grande salto da fé.

Quando queremos muito alguma coisa, o universo conspira ao nosso favor por intermédio da sorte. Prepare-se bastante nesse meio tempo, pois quando a sorte bater na sua porta, ela analisará o seu histórico.

Sentirei muitas saudades de ouvi-la cantarolando ao meu lado, das tentativas de falar “world” e dos seus “entertainments”. Se você fosse um objeto precioso certamente seria uma pedrinha Swaroswsky, porque é uma pedra pequena, irradia luz e, também, é o cristal mais gay que eu conheço !!!! rsrsrsrs...

Logo depois da Mary, fui presenteado com outra amiga na equipe, seu nome é Paula, mas também podemos chamá-la de Arroz, Lagarta ou Nega do Leite. Trata-se de uma mulher fantástica, que apesar de ter uma língua enorme, seu coração é maior ainda.

A Paula é uma excelente amiga nas horas difíceis, ela me acompanhou em várias sagas, desde minhas alegrias e frustrações nas seleções na Emirates, Qatar, TAM e GOL, até nos meus projetos para mudar de vida e conquistar a tão cobiçada independência financeira, como no caso de meu plano B que eram as aulas de francês ou o plano C que era a faculdade de direito que eu passei, mas nunca me matriculei. Sempre que eu ficava triste por não ter passado em alguma seleção, ela tinha alguma palavra na ponta da língua para tentar me consolar. Lembro que quando não fui contratado na Emirates ela me disse “Mas não vamos desistir, né Paul?”. Foi uma coisa super simples e óbvia, mas, apesar disso, essa frase representou muito naquele momento e, me fez perceber que Deus está nos detalhes! Quando estamos em momentos depressivos, ele sempre envia um recadinho para nós, por meio de seus anjos mais confiáveis: “nossos amigos”.

Amiga, talvez você não tenha percebido o quanto você evoluiu profissionalmente nesse tempo todo! Suas traduções representam a mais bela expressão de sua vocação. E sei que você gosta! Gosta muito de traduzir e, não precisa ser nenhum sábio para entender que quando trabalhamos com o que gostamos o sucesso é uma conseqüência!

Você é uma tradutora, não apenas por ter graduação na área e por ser uma pós-graduanda, mas porque você cresceu, não é mais aquela pedra bruta de antigamente, sua lapidação foi concluída, agora você se transformou em um diamante reluzente! Não permita que ninguém te chame de “conferente”, isso só diminui toda a conquista que você alcançou. Você é uma excelente tradutora, e quem diz isso não é o Paulo, seu amigo, mas o Paulo Tradutor, que além dos 4 anos de experiência, possui formação na área, com especialização em Tradução Oral à Prima Vista e vencedor de três prêmios pela publicação de sua pesquisa científica no campo da interpretação.

Acredito que já chegou o momento desse diamante sair da prateleira de bijuteria e dividir o espaço com as pedras preciosas.

O “Cú”, “Curintia” ou “Anderson” não é uma pedra preciosa porque ele vale ouro! O ouro é o metal mais importante para ornar os diamantes e valorizar o produto final. O jeito franzino e simples de ser do “Curintia” esconde um homem muito dedicado e trabalhador. Certamente a empresa não seria a mesma sem as incontáveis horas que ele se dedica trabalhando até tarde da noite.

A Mônica com certeza é a Esmeralda, por um simples motivo: “É verde!” (rsrsrs...). Sentirei falta de ouvir as histórias que você sempre tem para contar! Admiro muito sua desenvoltura com seus clientes no telefone, pois diferentemente dos Sofistas que conquistam seu público alvo manipulando a verdade, você conquista as pessoas com sua simpatia e carinho.

A Joana é um anel da Hello Kitty (rsrsrs...), seu jeitinho meigo de ser é fundamental para a manutenção do clima de união da empresa!

O Marcelo e a Erika são os brilhantes da coleção, cada um por si tem seu destaque especial e, quando juntos, compõem um brilho fulgente. A diferença é que a Érika é um brilhante que gosta de calça de bolotas com blusinha de paetês!!! (rsrsrs...).

Não tive tempo o suficiente para conhecer o Pedro, mas certamente ele se habituará com toda essa equipe e os amará do mesmo jeito que eu amo.

Sendo assim, agradeço a todos que fazem parte desse time da Top Traduções, durante esses quase dois anos, vivenciamos muitos momentos felizes. Agradeço principalmente ao joalheiro chefe, “o Boss”, que com o passar do tempo tive a oportunidade de conhecê-lo um pouquinho como pessoa e notei, que como ser humano ele é fantástico e, certamente seus amigos devem enxergá-lo com todas essas cores que aprendi a enxergar no decorrer do tempo. Agradeço ainda pela sua sensibilidade em compreender todas as minhas ausências na Top para que eu pudesse participar das seleções das Cias Aéreas que eu era chamado. Como chefe eu espero que ele saiba cuidar bem de todas as suas jóias para que nenhum ladrão algum dia as tente roubá-las. Gostaria de lembrar mais uma vez, que existe um diamante empoeirado na prateleira de bijuterias e ele merece ser limpo e colocado em destaque junto às jóias.

É isso aí gente! Ganhei asas!

Não posso dizer que estou vivendo um sonho porque foi bem acordado que cheguei até aqui. Estou muito contente, finalmente vivenciarei o maior desejo de minha vida: - Voar...

A proximidade da despedida é a certeza da saudade que já começo a sentir e a convicção do valor especial de vocês em minha vida. Amigos, não gostaria de me despedir agora e dizer como esses dois anos foram, porque “foram” representa o passado e eu não quero pensar em nossa equipe como algo do passado e, também, não gostaria que vocês pensassem dessa forma, por isso é importante que vocês tenham ciência de que essa só é mais uma nova etapa de minha vida e não um rompimento de contato. Então, eu penso que tristeza não combina muito com esse momento, porque a tristeza nunca fez parte de nosso dia a dia.

Obrigado, só isso eu posso dizer pelos fantásticos 2 anos que passei na companhia de vocês! Tenham a ciência de que Deus está ao nosso lado, dando-nos apoio sempre, por isso, curtam os bons momentos da vida, lutem pelos seus ideais, apaixonem-se, trabalhem muito, sejam humildes, façam acontecer!

É impossível esquecer um amigo, principalmente esse grupo de amigos que formei aqui, amigos que sorriram, que aprenderam, que brincaram, que sonharam juntos. É impossível também, deixar de sentir um nó na garganta, um aperto no coração e lágrimas insistindo em rolar.

Paulo Henrique Serino

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Procuras emprego? Que tal anunciar num outdoor?!


Outdoor gigante na fachada do Edifício Dona Othilia. 
Foto: Carlos Sousa Ramos/AAN


Aposto que nunca pensou em expor suas experiências profissionais num outdoor. Pois é, um carioca administrador de empresas chamado Raphael Oliveira Misui colocou seu currículo à vista de todos. A peça publicitária está localizada na cidade de Campinas/SP na fachada do Edifício Dona Othilia, localizado na esquina da via com a avenida Júlio de Mesquita.
Raphael busca uma vaga de supervisão ou gerência na área comercial e pretende mudar –se para o interior de SP logo após seu casamento. Será que o investimento vai ter retorno? Fico curiosa para saber a quantidade de propostas recebidas X spams, trotes e curiosos. Enfim... se não der certo, certamente teve seus minutos de fama!
OBS: Parece que ele também colocou um outdoor em Sorocaba/SP.


terça-feira, 26 de outubro de 2010

O bem e o mal


Imagem: Iosif Lariono 


Inspirado em uma frase do livro Crônicas do Mundo Emerso, resolvi discorrer aqui um texto sobre o bem e o mal...

“(...) o bem e o mal nunca estão de um só lado”.
(Crônicas do Mundo Emerso – “A Garota da Terra do Vento” p. 226)

O bem e o mal habitam o mesmo espaço. Você já conheceu alguém que diz com todas as letras: EU SOU DO MAL. MEU OBJETIVO É PREJUDICAR PESSOAS.!? Não vale personagens de ficção. Se responder que conhece, deve dar pra contar nos dedos. Sabe por quê? O bem e o mal, o certo e o errado é uma questão de ponto de vista. Afinal, quem geralmente pratica o mal, está procurando, de certa forma, se beneficiar de algo em causa própria. Ele pratica o mal porque na sua verdade é o certo a ser feito... é o justo. Calma! Não estou justificando nada. É só a exposição de um ponto de vista.

Existem algumas regras impostas pela sociedade que nos permitem fazer algumas avaliações a respeito. São regras de boa convivência e que nos propicia viver dentro de certos limites para não ferir a liberdade alheia. Quem obedece as regras é do bem. Quem não as obedece é do mal. Certo?! Parece simples à primeira vista, mas isso é muito mais profundo do que parece. E por que?! Porque temos diferentes pontos de vista. Quer ver?

Mariazinha foi vítima de violência sexual e luta à favor da pena de morte em crimes desta natureza. Os “direitos humanos”, ao contrário, acreditam que as pessoas tem o direito a vida e a reabilitação, independente do crime que cometeram. Não estou discutindo neste post a pena de morte, mas vejam... Mariazinha é uma pessoa má por ter esta opinião?! Ela tornou-se má a partir do momento que deseja vingança? Aposto que muitos pensam... isso não é maldade, é justiça. Mas tanto matar quanto estuprar é errado, não?! Ambos pertencem à regra e à lista de maldade... polêmica... polêmica...

Eu defendo a idéia de que o bem e o mal habitam cada pessoa. A diferença é que umas controlam melhor essa equação do que outras. É humano sentirmos raiva em algumas situações. O desejo de vingança corrói qualquer coração que se sente vítima/injustiçado. Este sentimento é ruim. Destrói. O nosso lado ruim aflora, mesmo sendo a vítima. Outra frase explica esta transformação:

“(...) a raiva cega o guerreiro e leva-o a cometer erros idiotas. A raiva leva ao túmulo”.
(Crônicas do Mundo Emerso – “A Garota da Terra do Vento” p. 220)

E á aí que entra a importância do nosso equilíbrio. A raiva nos cega e afeta o julgamento. É pos isso que dizem... “não tome decisões de cabeça quente”. Se o nosso lado bom não for forte o suficiente, o lado mal vence. Todos temos esta capacidade. A vida é feita de escolhas.

Para abrir um debate aqui, vamos falar através de outra história. Espero que sejam noveleiros, pois um grande exemplo disso está na atual novela da 09:00 hs na Rede Globo. Em Passione, a personagem Clara aprontou poucas e boas e agora passa por uma transformação em nome do amor que sente pela irmã mais nova. A Clara sem dúvida nenhuma tem mau caráter. Prejudicou muita gente. No entanto, o desejo que ela tem de tirar a irmã dela das mãos de uma avó exploradora foi capaz de fazê-la refletir sobre o certo e o errado.

E aí? É possível que o lado bom possa aparecer repentinamente?
As pessoas podem mudar?
É possível o bem e o mal habitarem um mesmo espaço?!
Será que todos que lutam pelo bem são realmente incapazes de fazer o mal?

Gente... o que é bem e o que é mal?! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...