sábado, 29 de maio de 2010

Defini o tema da minha monografia!

Estou fazendo uma monografia para fechar meu curso de MBA em Gestão Empresarial e escolhi o tema (provisório): Conceitos de neuromarketing aplicados à gestão de serviços para atingir consumidores da geração Y/Z. Gigantesco, né?! Mas é isso aí. Tô afim de falar sobre minha querida geração e de como gostamos de ser vistos e tratados. Inclusive, eu me considero um ser transitório entre X e Y. Embora tenha muitas características Y enraizadas na minha alma, algumas visões são um pouco X. Tô até falando igual “velha”, coisas do tipo: “na minha época isso era diferente!”. Ai ai... o tempo não está passando... está atropelando. 

Para este post não ficar uma sopinha de letras, seguem rápidas definições:

Geração "Bellle Époque": geração dos meus bizavós e avós. Tinham a missão de reconstruir uma sociedade pós Primeira Guerra Mundial. Diria até que é a época do "até que as morte os separe", pois tudo era muito indissolúvel, desde o casamento até o emprego. O foco era disciplina, honra, respeito e organização. E outra, percebam que esses caras geralmente se preocupam bastante com alimentação. A sua vó é igual a minha, que cozinha bem pra caramba e a maior parte dos assuntos está ligada às refeições, saúde, conforto?

Geração Baby Boomers: geração pós Segunda Guerra (nascidos entre 1945 e 1960) ... parece que ocorreu um grande número de nascimentos nesta época, o que batizou a geração. Foi conhecida também como "Anos Dourados" e teve um marco importante com o surgimento do Rock and roll (Salve Elvis Presley!). Foram eles que começaram a se rebelar com tanta rigidez na educação e iniciaram comportamentos como sexo fora do casamento, fumar, cabelos compridos e roupas justas.

Geração X: Nascidos entre 1960 e 1980. São mais moderninhos que os boomers, viveram na era industrial, falam de liberdade de expressão e são politizados. "Paz e Amor" e "Rebelião Estudantil" marcaram esta época, embora muitos preferissem se omitir diante da agressividade dos movimentos políticos. A realização profissional tem grande destaque para esse povo. As esposas já não ficavam em casa, trabalhavam tanto quanto seus maridos, e criaram os filhos  com mais liberdade.

Geração Y: Nascidos nos entre 1980 e 1990, a era da informação. Essa eu conheço bem...Mimados, impacientes, egoístas e autodidatas. Também chamada de "Geração Internet". É claro que temos lados positivos ... mas vou deixar para escrever um post exclusivo sobre isso.

Geração Z: (maior zona... tem teorias que consideram Z os nascidos a partir de 1970, e então vira salada com o Y. Outros consideram os nascidos a partir de 1990 ... enfim ... vamos esperar alguém escrever um livro sobre o assunto e definir essa bagunça!). A única coisa que se sabe é que esses caras mais novos estão crescendo na era das conexões.

Tudo isso tem relação com meus próximos posts analisando toda esta galera na prática. Minha vida é um laboratório, pode ter certeza! O conflito de gerações é bem claro ... e algumas vezes até engraçado.

Como base para meu trabalho estou usando 2 livros bem interessantes:

"Geração Y: o nascimento de uma nova versão de líderes" de Sidnei Oliveira, editora Integrare.

"A Lógica do Consumo - verdades e mentiras sobre por que consumimos" de Martin Lindstrom, editora Nova Fronteira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...