domingo, 13 de junho de 2010

PAIXÃO, sentimento que nos move!

Esta semana o tema é paixão. E não se trata daquela que envolve duas pessoas. Falo daquela que te impulsiona. Falo do sentimento que move as pessoas.

Você já parou para se perguntar qual é a sua paixão? Eu já pensei sobre isso inúmeras vezes e até agora não cheguei a uma conclusão. Eu até poderia dizer que me apaixono constantemente por coisas diferentes, o que não é mentira. Mas “aquela”, algo profundo, enraizado, especial... eu ainda não encontrei, acho até que é algo latente em mim.

Fico encantada pelos diversos exemplos de paixão que temos pelo mundo. Essa semana fui “apresentada” a duas pessoas que são perfeitos exemplos deste tema.

Na sexta, meu chefe indicou um espetáculo do SESC chamado “Naturalmente”, com Antônio Nóbrega (http://www.antonionobrega.com.br/). Esse cara é um pernambucano de 58 anos que flutua no palco. Olha só... ele é músico, compositor, dançarino, ator e pesquisador. Como diz o ditado popular, “ele assovia e chupa cana ao mesmo tempo”. O fato é que fui assisti-lo e constatei como é impressionante a paixão deste homem por seu ofício. A começar pela proposta do show que surgiu de uma pesquisa cujo principal objetivo era entender a movimentação do corpo dentro dos vários ritmos. Que profundo, não? Você já parou para pensar como surgem os movimentos dentro da dança? Você sai da apresentação com vontade de dançar. É motivacional! Ele consegue transmitir às pessoas o prazer de dançar, o prazer de sentir a música. Somente alguém apaixonado conseguiria explicar algo tão denso. A paixão é energia. Ela contagia todos ao redor fervorosamente.

No sábado, eu e o Tiago fomos à casa de um casal de amigos. Foi a segunda vez que encontrei a Carol, esposa do Marcelo, que por sua vez foi colega de trabalho do meu maridão. Ela, por si só, é uma pessoa apaixonada, pois aparentemente se envolve bastante com tudo que faz. Repito, não a conheço tão bem, mas as duas vezes que a encontrei, saí de lá motivada. Uma sensação boa de procurar objetivos e metas para cumprir, sei lá... Enfim... naquela noite ela me “apresentou” um cantor canadense chamado Justin Hines (http://www.justinhines.com/) e me mostrou o clipe da música “Courage" conforme podem conferir abaixo.






Ao assistir dá para entender o porquê coloquei-o como exemplo neste post sobre paixão. Esse cara é tetraplégico e um exímio cantor e compositor. As letras de suas músicas são extremamente motivacionais, emocionais, sensacionais, e todo “ais” que você puder acrescentar. Rs... E aí vem a pergunta... o que move uma pessoa com tantas limitações físicas e tantos motivos para não querer viver? É a paixão! Só pode ser... É um alto grau de conhecimento de si mesmo, de sensibilidade, de saber para onde quer ir... e seguir em frente... e claro:
CORAGEM!

Será que é isso que me falta? Será que é isso que me impede de ver o que há de latente em mim? Fica aqui a lição de casa... quem sabe um dia faço um blog sobre a minha paixão!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...